Governança Corporativa em Clubes de Futebol

Este livro objetiva mapear as estruturas e as práticas de governança adotadas pelos clubes de futebol profissional no Brasil, aprofundando em estudo de caso o Flamengo, o Vasco da Gama, o Fluminense e o Botafogo. A partir de levantamento da situação econômico-financeira dos clubes brasileiros e da literatura dedicada à governança de associações e de clubes de futebol, foi realizado levantamento de aspectos da governança dispostos no Estatuto dos clubes, e dirigentes anteriores dos clubes foram entrevistados sobre esses aspectos. Para a análise desse material, buscou-se identificar o tratamento vinculado a aspectos fundamentais da boa governança tratados em códigos nacionais e internacionais. Os resultados evidenciaram uma grande diferença entre as estruturas e as práticas de governança dos clubes e aquelas recomendadas pelos códigos, apontando a necessidade de melhorias, mas também de melhores identificação e definição de boas práticas de governança específica para os clubes.

Link buecher.de

World Cup 2014 – Conheça as novas arenas e o estágio atual de cada obra.

A FIFA selecionou 12 cidades-sede que receberão as delegações, torcedores e turistas para a Copa do Mundo de 2014. Além da beleza e modernidade dos projetos, as arenas precisam de estruturas bem planejadas e funcionais.
A FIFA exige que cada arena ofereça arquibancadas com, no mínimo, 40 mil cadeiras e com inclinação que favoreça a visibilidade do campo, estacionamento para 10 mil veículos, área exclusiva para público VIP e imprensa.
Conheça as cidades e os projetos arquitetônicos das arenas que serão palco deste espetáculo e confira o estágio de cada obra:

Arena Corinthians – São Paulo

Também conhecido como Itaquerão, o estádio do Corinthians tornou-se a opção de São Paulo para 2014, após o veto da FIFA ao estádio do Morumbi. Esta arena tem grandes chances de sediar a cerimônia de abertura da Copa.
Status da obra: Obra avança pelo lado oeste após a realocação de dutos da Transpetro.

Estádio Beira Rio – Porto Alegre

O projeto compreende a renovação urbana de toda a região ribeirinha. Cobertura metálica suportada por módulos em forma de asa dão um toque moderno ao projeto, com capacidade de 60,8 mil lugares.
Status da obra: O Internacional demorou 10 meses para assinar contrato. Obras retomadas, mas não há cronograma.

Arena Mané Garrincha – Brasília

A reforma transformará o estádio numa Arena Multiuso, com 71 mil lugares. O projeto inclui a ampliação das arquibancadas, lojas, e estacionamento.
Status da obra: Reforma iniciada em maio/2010, com anel inferior pronto, seguindo para o término das arquibancadas intermediárias e superiores.

Arena da Amazônia – Manaus

A reforma do estádio Vivldo Lima se transformará na Arena da Amazônia e se inspira em elementos culturais da região como fauna e flora amazonense.
Status da obra: TCU apontou sobrepreço de R$ 86,5 mi e determinou a suspensão de empréstimos para a obra.

Estádio Mineirão – Belo Horizonte

A modernização do Mineirão incluí, segundo recomendações da FIFA a cobertura do estádio, vestiários, novos assentos para arquibancadas e gerais, com capacidade de 64,5 mil lugares.
Status da obra: Montagem da esplanada teve início em novembro/2011.

Estádio Maracanã – Rio de Janeiro

A reforma no estádio do Maracanã compreende a reduçãoda capacidade a 76 mil lugares, com geometria oval – para melhorar a visibilidade do campo; além da reconstrução da arquibancada inferior.
Status da obra: Foi iniciada a instalação da cobertura, em seguida a colocação das arquibancadas. O comprometimento da estrutura aumentou o custo da obra em R$ 400 milhões.

Arena Fonte Nova – Salvador

A Arena substituirá o estádio Fonte Nova (demolido), mantendo a geometria oval com 3 anéis de arquibancadas, com 50 mil lugares. Também está sendo cotado para sediar a abertura da Copa do Mundo em 2014.
Status da obra: Com o término da fase de fundação, a obra segue para a fase estrutural.

Arena da Baixada – Curitiba

A modernização abrange a construção do quarto lance de arquibancadas e cobertura do estádio. O Município liberou créditos de potencial construtivo na ordem de R$ 90 milhões para o Atlético-PR.
Status da obra: TCE suspendeu repasses do BNDES até que seja apresentado um orçamento detalhado da obra.

Arena Pantanal – Cuiabá

Com capacidade para 43,6 mil lugares com arquibancadas e coberturas desmontáveis, este projeto conta com uma série de recursos para atender às certificações de sustentabilidade sugeridas pela FIFA.
Status da obra: Estrutura de concreto das arquibancadas Leste e Oeste em fase adiantada.

Estádio Castelão – Fortaleza

Além da reforma do Estádio, que terá capacidade para 67 mil assentos, o projeto prevê a revitalização do bairro de Passaré, centro olímpico, piscina e ginásio multiuso.
Status da obra: Projeto mais avançado para a Copa, obra está na etapa de fundação das arquibancadas.

Arena Pernambuco – Recife

A arena terá capacidade de 46 mil lugares e estacionamento para 6 mil veículos. Uma série de empreendimentos estão cotados para a região em torno da arena. Além dos jogos, o local pretende receber shows e eventos após o mundial de 2014.
Status da obra: As arquibancadas começaram a ser montadas em Janeiro/2012.

Arena das Dunas – Natal

Licitação foi concluída somente em 11 de março de 2011, o projeto prevê a construção de arquibancadas flexíveis que permitirão remover cerca de 45 mil assentos.
Status da obra: Obra mais atrasada para a Copa 2014. Estádio com monitoramento constante pela FIFA.